Pular para o conteúdo principal

Dia da Mulher

Depois que queimaram o sutiã...

Hoje é o dia da mulher. É uma data que a gente ouve todo aquele discurso que diz que a mulher é mais delicada, mais sensível, mais inteligente, mais forte, mais isso mais aquilo, e daí a gente finge que acredita, entrega uma rosa pra elas e tudo bem. Afinal, vivemos em uma sociedade em que o feminismo é considerando um clamor por igualdade, enquanto o machismo é um pensamento animalesco e digno de desprezo.

Cansei de escrever. Vou complementar com um parágrafo de Lorem Ipsum...
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Aliquam lectus augue, cursus et consectetur eget, viverra eu elit. Aenean lobortis augue eu velit consequat eget condimentum arcu blandit. Nunc ante dolor, faucibus quis iaculis in, pretium ac ipsum. Nulla feugiat, mi ac pretium laoreet, tellus risus facilisis augue, quis mollis velit diam ut nunc. Proin interdum, quam id dapibus consequat, felis purus placerat erat, ac tincidunt ante nisl ac leo. Donec malesuada libero nec tortor congue vel facilisis metus molestie. Integer risus ipsum, porta ac vestibulum vel, lacinia in neque. Sed laoreet pulvinar semper. Aenean turpis magna, dapibus tempus venenatis vitae, malesuada sit amet sapien. Proin ornare mi eget nunc volutpat consectetur consectetur risus ultrices. Vivamus vehicula facilisis urna at ullamcorper. Duis molestie ultrices nisl eleifend aliquet. Vestibulum in nulla quis tellus facilisis vehicula non at augue.

Voltando ao assunto, hoje no Brasil há aproximadamente 186 milhões de pessoas, sendo, proporcionalmente 100 mulheres para cada 96 homens. Estatisticamente, eu continuo sem nenhuma. :(

Parabéns, mulherada... ;)


Mas, quando chegar 1º de abril, quero ver se alguém sequer vai lembrar de nós homens...

E, para terminar o post pior do que começou, uma informação importante,
Você, homem, que sofre agressão por sua namorada, cônjuge ou parceira, pode recorrer a lei Maria da Penha. Isso ninguém divulga, né!
Tá, esquece, estou ouvindo jazz, portanto não estou em meu melhor estado mental.

 Uhhul, que viagem :)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha do livro O Peregrino

John Bunyan, autor de “O Peregrino” (“The Pilgrim Progress”), nascido na Inglaterra Central em uma família de funileiros, viveu uma época de intensas discussões acerca do Cristianismo, devido a reforma protestante. Em 1675, preso em uma cela por conduzir cultos sem autorização, escreveu este livro, que é considerado o segundo livro mais vendido no ocidente, sendo o primeiro a Bíblia Sagrada.

Segundo o autor, através de sonhos lhe foi revelada esta narrativa, a qual testifica ser revelada por Deus. Em uma liguagem bastante simples, o livro conta a história de Cristão. Este homem, vestido de trapos e carregando um enorme fardo, o qual adquiriu através da leitura de um livro (referência à Bíblia), decide iniciar uma longa viagem rumo à Cidade Celestial, com o objetivo de salvar-se do julgamento e da destruição que estariam por vir em sua cidade, a Cidade da Destruição.

Durante sua jornada, Cristão passa por muitos caminhos difíceis, como o Pântano da Desconfiança, o Desfiladeiro da Dificul…

Correio Lageano andou assistindo meu poop video do João Amorim

Estava fazendo uma pesquisa para ver se meu primeiro e único poop no Youtube estava famoso mesmo. O vídeo se chama YTPBR João Amorim - Jango Bocha. Só que o nome do filme original é Jango Bravo.
Qual não foi minha surpresa, quando encontro, entre os resultados, uma página que faz uma espécie de homenagem ao mestre do cinema regional, e, na filmografia do cineasta, o filme "Jango Bocha". Só que este é o nome do meu vídeo, não o filme original (que se chama Jango Bravo). Hahahaha... Que massa.

Não haveria outra forma deles se confundirem. Com certeza andaram vendo meu vídeo...

Parece que o meu vídeo está ficando famoso. Além de que, já alguns fãs e poopers pediram para eu postar o filme original algumas vezes.

Obs.: O poop não ficou bom. Enfim, só existe este com este filme.



Matéria do CL (por Suzani Rovaris): http://www.clmais.com.br/variedades/64224/lenda-do-cinema-catarinense-transforma-cotidiano-em-filme



Bem, como eu já havia dito uma vez, Youtube Poop é cultura!

Minha querida mesa de trabalho

Oh, até que é chique, tem até dois monitores 8-)


Minha mesa de ensino, meu computador educacional, e tem algumas ferramentas pedagógicas com as quais eu faço a manutenção didática dos computadores instrutivos.