segunda-feira, 4 de abril de 2016

Vale a pena

Leia também:
Acabo de voltar de uma oportunidade de participar de um culto na congregação do Novo Milênio, onde alguns anos atrás pude dar passos importantes de fé em minha vida.

Meu Deus!

Sabe, não teve nada de extraordinário. Mas o Espírito Santo me trouxe à mente muitas coisas. Eu parecia uma criança de tanto chorar. Eu tenho a certeza de que tudo que passei nessa congregação valeu a pena, e hoje eu estou, sabe, não sei como dizer, mas é uma mistura de satisfação e tristeza. Eu não queria deixar de congregar lá. Lá foi onde pude conhecer mais a Deus e iniciar uma vida de maior intimidade com Ele. Mas ao mesmo tempo eu estou satisfeito porque tenho visto o quanto Deus tem agido na vida de cada um naquela igreja.

Eu lembrei de quando ia à igreja, sempre de carona, e quantas vezes o pb. irmão Antônio foi usado por Deus para me discipular. Foi uma verdadeira escola por entre as colinas verdejantes da estrada do Bela Vista. Me veio à mente também pessoas que hoje não estão mais na igreja. Isso não é muito agradável, mas ao mesmo tempo foram dias felizes e pessoas que Deus usou para estarem junto comigo me ajudando em tantas coisas.

Louvo a Deus também especialmente pela vida do João Paulo, pois tenho um grande carinho pela vida dele.

Eu ouvi um louvor pela irmã Marli. Meus olhos se encheram de lágrimas porque ela era uma das pessoas que cantava na igreja desde antes de eu entrar. Uma irmã, cantando, à capela, com muita simplicidade, uma canção que Deus lhe havia dado. Ah, eu não sei se vai adiantar eu escrever linhas e linhas aqui porque isso é algo que me toca tão profundamente que talvez você simplesmente leia e não entenda, de qualquer forma, porque é para mim.

Sabe, eu estou convicto de que a gente tem que aproveitar e muito cada momento na presença de Deus. Porque esses momentos são únicos. São únicos. Eles não se repetem. É de tempo que a vida é feita então precisamos aproveitar, porque o chamado de Deus é dinâmico e pode te levar para outros lugares para fazer outras coisas, e aqueles momentos que Deus te proporcionou são importantes demais para que você passe por eles sem tirar o proveito.

Não, não é só nostalgia.