domingo, 30 de dezembro de 2012

Minha vida sem Facebook

Dia vinte de dezembro deletei desativei meu Facebook. Não teve um motivo específico. Na verdade foi mais uma soma de vários motivos. Primeiro, estava cansado de ler tantas publicações idiotas sobre temas irrelevantes. Segundo, estava tomando muito tempo vendo tudo isso, tempo que eu poderia estar usando em outra coisa que fosse mais produtiva (ou até mesmo mais divertida).

O fim do mundo; pessoas com a cara do Mussum, as pessoas que defendem assuntos como o mal trato de animais, mas dá pra ver que não mexem um dedo para ajudar, tipo, de verdade; futebol; mensagens "do bem" para viver um bom dia; mensagens "evangélicas" que não tem embasamento bíblico; modinhas de repasse pros seus amigos; modinhas de repasse que o Facebook vai doar 5 centavos pra esse pobre coitado (essa é a mais podre). Ah, e ultimamente, tinha a modinha de mensagens do tipo "Se você ama Jesus, compartilhe, agora, se você é do satanismo e participa de cultos com sangue e orgia fique só olhando". Putz, que lixo. E que hipocrisia.

É muito lixo junto para minha pobre cabeça. E o que estava sendo chato também é que eu vivia no Facebook. Em casa, ficava aberto direto. No trabalho, sempre tirava um tempo para "dar uma espiada". Se a maioria dos assuntos não me interessavam de verdade, eu nem sei porque esse quase vício.

Enfim, o Facebook, como o Orkut, são ideias ótimas. O que faltam são pessoas preparadas para utilizá-las da maneira certa. Seria ótimo ter uma rede social onde eu pudesse entrar em contato com meus amigos, compartilhar fotos de algum evento legal, matar as saudades dos amigos que estão longe e saber o que os outros estão fazendo. Mas na prática não é o que acontece.

É bem possível que eu volte a usar o Facebook. Por enquanto não,  estou tranquilo. De fato é chato por causa que era onde eu encontrava meus amigos. Mas quando lamento por isso lembro que realmente, ando meio distante de meus amigos pessoalmente. E ainda não inventaram nada pra substituir uma boa visita para conversar coisas sem nexo, e quem sabe até jogar um War.

Nenhum comentário:

Postar um comentário