Pular para o conteúdo principal

Eu sou igual a você

Eu senti você, só que diferente.
Eu senti você por dentro.
E entendi que você é muito igual a mim. Muito.
Eu queria te dizer isso mas acho que você não iria entender.
Talvez você já saiba.
Eu estou feliz por você.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha do livro O Peregrino

John Bunyan, autor de “O Peregrino” (“The Pilgrim Progress”), nascido na Inglaterra Central em uma família de funileiros, viveu uma época de intensas discussões acerca do Cristianismo, devido a reforma protestante. Em 1675, preso em uma cela por conduzir cultos sem autorização, escreveu este livro, que é considerado o segundo livro mais vendido no ocidente, sendo o primeiro a Bíblia Sagrada.

Segundo o autor, através de sonhos lhe foi revelada esta narrativa, a qual testifica ser revelada por Deus. Em uma liguagem bastante simples, o livro conta a história de Cristão. Este homem, vestido de trapos e carregando um enorme fardo, o qual adquiriu através da leitura de um livro (referência à Bíblia), decide iniciar uma longa viagem rumo à Cidade Celestial, com o objetivo de salvar-se do julgamento e da destruição que estariam por vir em sua cidade, a Cidade da Destruição.

Durante sua jornada, Cristão passa por muitos caminhos difíceis, como o Pântano da Desconfiança, o Desfiladeiro da Dificul…

Correio Lageano andou assistindo meu poop video do João Amorim

Estava fazendo uma pesquisa para ver se meu primeiro e único poop no Youtube estava famoso mesmo. O vídeo se chama YTPBR João Amorim - Jango Bocha. Só que o nome do filme original é Jango Bravo.
Qual não foi minha surpresa, quando encontro, entre os resultados, uma página que faz uma espécie de homenagem ao mestre do cinema regional, e, na filmografia do cineasta, o filme "Jango Bocha". Só que este é o nome do meu vídeo, não o filme original (que se chama Jango Bravo). Hahahaha... Que massa.

Não haveria outra forma deles se confundirem. Com certeza andaram vendo meu vídeo...

Parece que o meu vídeo está ficando famoso. Além de que, já alguns fãs e poopers pediram para eu postar o filme original algumas vezes.

Obs.: O poop não ficou bom. Enfim, só existe este com este filme.



Matéria do CL (por Suzani Rovaris): http://www.clmais.com.br/variedades/64224/lenda-do-cinema-catarinense-transforma-cotidiano-em-filme



Bem, como eu já havia dito uma vez, Youtube Poop é cultura!

Santuário

Quando os pensamentos maus baterem à minha porta
Quando a tentação chegar bem perto
Quando os problemas e as desilusões vierem à memória

Quando o dia mau chegar
Quando o granizo se precipitar
E a nostalgia vier e quiser
Fazer-me olhar pra trás

Eu corro pra Ti, eu corro pra Ti,
Sim, eu corro pra Ti, eu corro pra Ti
Tu és meu Santuário

Tu és meu Santuário
Tu és meu Santuário
Eu amo meu Santuário

Eu corro pra Ti, eu corro pra Ti,
Eu corro pra Ti, eu corro pra Ti
E digo mais

Eu não vou olhar pra trás
Eu não vou olhar pra trás