Pular para o conteúdo principal

Natal na velha Vista Alegre

Neste Natal, fui levar meu pai para rever o lugar onde ele havia passado a infância. Seria o vilarejo da Vista Alegre, que fica ali na BR, perto de Lages mas fora do perímetro urbano.
No início eu pensei que fosse onde hoje é o bairro Vista Alegre, que fica lá do outro lado, onde tem o EMEB Madalena, e coisa. Mas não; era pro outro lado.

O vilarejo da Vista Alegre surgiu porque tinha uma pedreira enorme lá, e aí tinha a vizinhança das famílias dos trabalhadores que iam lá e dinamitavam a pedreira pra tirar as pedras. Mais ou menos isso, pelo que eu entendi. Meu pai morou lá durante um bom tempo e ia estudar em Lages todos os dias, um tempo um pouco desgastante de viagem, eu imagino.

Passamos pela frente de onde era a entrada da localidade, no entanto meu pai não reconheceu. Fomos até o retorno no trevo do Capão Alto, e retornando, encontramos a então entrada.

O trevinho onde entrava na rua principal

Aqui seria o portal da entrada principal da vizinhança
Aqui que era a pedreira onde eles dinamitavam e gritavam "Olha o fogo!!"

Aqui seria a principal rua da vila do Chaves e tinha muitas e muitas casas ao redor

Para nossa surpresa, não havia mais casas lá. Tudo que havia era de uma empresa que se instalou no local. Mas valeu a pena a visita, deu para matar as saudades de um tempo que eu nunca vivi.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha do livro O Peregrino

John Bunyan, autor de “O Peregrino” (“The Pilgrim Progress”), nascido na Inglaterra Central em uma família de funileiros, viveu uma época de intensas discussões acerca do Cristianismo, devido a reforma protestante. Em 1675, preso em uma cela por conduzir cultos sem autorização, escreveu este livro, que é considerado o segundo livro mais vendido no ocidente, sendo o primeiro a Bíblia Sagrada.

Segundo o autor, através de sonhos lhe foi revelada esta narrativa, a qual testifica ser revelada por Deus. Em uma liguagem bastante simples, o livro conta a história de Cristão. Este homem, vestido de trapos e carregando um enorme fardo, o qual adquiriu através da leitura de um livro (referência à Bíblia), decide iniciar uma longa viagem rumo à Cidade Celestial, com o objetivo de salvar-se do julgamento e da destruição que estariam por vir em sua cidade, a Cidade da Destruição.

Durante sua jornada, Cristão passa por muitos caminhos difíceis, como o Pântano da Desconfiança, o Desfiladeiro da Dificul…

Correio Lageano andou assistindo meu poop video do João Amorim

Estava fazendo uma pesquisa para ver se meu primeiro e único poop no Youtube estava famoso mesmo. O vídeo se chama YTPBR João Amorim - Jango Bocha. Só que o nome do filme original é Jango Bravo.
Qual não foi minha surpresa, quando encontro, entre os resultados, uma página que faz uma espécie de homenagem ao mestre do cinema regional, e, na filmografia do cineasta, o filme "Jango Bocha". Só que este é o nome do meu vídeo, não o filme original (que se chama Jango Bravo). Hahahaha... Que massa.

Não haveria outra forma deles se confundirem. Com certeza andaram vendo meu vídeo...

Parece que o meu vídeo está ficando famoso. Além de que, já alguns fãs e poopers pediram para eu postar o filme original algumas vezes.

Obs.: O poop não ficou bom. Enfim, só existe este com este filme.



Matéria do CL (por Suzani Rovaris): http://www.clmais.com.br/variedades/64224/lenda-do-cinema-catarinense-transforma-cotidiano-em-filme



Bem, como eu já havia dito uma vez, Youtube Poop é cultura!

Minha querida mesa de trabalho

Oh, até que é chique, tem até dois monitores 8-)


Minha mesa de ensino, meu computador educacional, e tem algumas ferramentas pedagógicas com as quais eu faço a manutenção didática dos computadores instrutivos.