Pular para o conteúdo principal

Palavras formidáveis delicadamente pronunciadas insofismavelmente em um sábado à noite

Assunto 1: Agora, já melhor restaurado, me sinto com um ânimo insofismavelmente inabalável.
Estou me sentindo mais feliz. Uma quase moribunda esperança se levantou e agora eu não sei o que vai acontecer, mas sei que será bom, perfeito e agradável. E fui lembrado de que levar as coisas a sério é fundamental.

Assunto 2: Apesar de não ter participado, fiquei alegre a respeito das manifestações na cidade, que reuniu de fato muita gente. Só que acho que faltou um motivo mais específico para tudo isso. Se toda essa gente se reunisse em um só ideal com certeza conseguiria ir ainda mais longe. E, como diria Forrest Gump, isto é tudo o que eu quero falar sobre isto. Ah, não, péra! Deixa eu mostrar essa foto que me fez rir no trabalho.
Fonte: g1.globo.com


Assunto C: Ah, comprei um PlayStation 2. Não sei ainda se vou ter tempo pra jogar, na verdade, mas quando estiver estressado talvez seja bom para aliviar. Afinal, faz muito tempo que eu não jogo mais nada de jogo eletrônico nenhum.

Assunto 1.1: Estou quase terminando de "ouvir" o evangelho de João e isto muito me alegra, pois, estou empolgado para começar Atos. De fato, comecei a ter uma nova visão sobre o porquê que o evangelho segundo João é considerado "não sinótico", pois a narrativa é insofismavelmente bem diferente dos outros três. Ah, insofismável é insofismavelmente uma palavra bonita.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Resenha do livro O Peregrino

John Bunyan, autor de “O Peregrino” (“The Pilgrim Progress”), nascido na Inglaterra Central em uma família de funileiros, viveu uma época de intensas discussões acerca do Cristianismo, devido a reforma protestante. Em 1675, preso em uma cela por conduzir cultos sem autorização, escreveu este livro, que é considerado o segundo livro mais vendido no ocidente, sendo o primeiro a Bíblia Sagrada.

Segundo o autor, através de sonhos lhe foi revelada esta narrativa, a qual testifica ser revelada por Deus. Em uma liguagem bastante simples, o livro conta a história de Cristão. Este homem, vestido de trapos e carregando um enorme fardo, o qual adquiriu através da leitura de um livro (referência à Bíblia), decide iniciar uma longa viagem rumo à Cidade Celestial, com o objetivo de salvar-se do julgamento e da destruição que estariam por vir em sua cidade, a Cidade da Destruição.

Durante sua jornada, Cristão passa por muitos caminhos difíceis, como o Pântano da Desconfiança, o Desfiladeiro da Dificul…

Correio Lageano andou assistindo meu poop video do João Amorim

Estava fazendo uma pesquisa para ver se meu primeiro e único poop no Youtube estava famoso mesmo. O vídeo se chama YTPBR João Amorim - Jango Bocha. Só que o nome do filme original é Jango Bravo.
Qual não foi minha surpresa, quando encontro, entre os resultados, uma página que faz uma espécie de homenagem ao mestre do cinema regional, e, na filmografia do cineasta, o filme "Jango Bocha". Só que este é o nome do meu vídeo, não o filme original (que se chama Jango Bravo). Hahahaha... Que massa.

Não haveria outra forma deles se confundirem. Com certeza andaram vendo meu vídeo...

Parece que o meu vídeo está ficando famoso. Além de que, já alguns fãs e poopers pediram para eu postar o filme original algumas vezes.

Obs.: O poop não ficou bom. Enfim, só existe este com este filme.



Matéria do CL (por Suzani Rovaris): http://www.clmais.com.br/variedades/64224/lenda-do-cinema-catarinense-transforma-cotidiano-em-filme



Bem, como eu já havia dito uma vez, Youtube Poop é cultura!

Minha querida mesa de trabalho

Oh, até que é chique, tem até dois monitores 8-)


Minha mesa de ensino, meu computador educacional, e tem algumas ferramentas pedagógicas com as quais eu faço a manutenção didática dos computadores instrutivos.